Dicas: Estágio de verão nos EUA – Parte III

0
Dicas: Estágio de verão nos EUA – Parte III
0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Depois de se inscrever para os processos seletivos de estágio, deixar o seu currículo bem formatado, seu LinkedIn bem atualizado, fazer entrevistas simuladas, se preparar para as entrevistas (técnicas ou não) – o grande momento chega e você recebe aquela ligação inesperada (mas muito aguardada), ou aquele e-mail que te faz ganhar o dia (ou o semestre!).

No meu caso, eu fiz duas entrevistas em Novembro, e outras duas em Janeiro, para a mesma empresa. No final de fevereiro, comecinho de Março, recebi a resposta de que havia passado. Saber que você tem um estágio de verão garantido logo no começo do ano é tranquilizador. Eu consegui continuar o semestre focada nos estudos e sem me preocupar em procurar estágio nesse período. (Isso, claro, se fazer estágio de verão é o que você realmente quiser nesses meses – muitas pessoas não querem e preferem tirar essas férias para voltar aos seus países, já que são três meses sem aula). No meu caso, eu queria ter a experiência de trabalhar em TI e, mais ainda, trabalhar em uma empresa americana, de abrangência global.

Mas e ai, como funciona a contratação para o estágio de verão para nós, estudantes internacionais?

Contextualizando

Quando você vem para os Estados Unidos estudar, seu visto é o F1, que está vinculado à faculdade e que vale pelo prazo correspondente à duração do curso. Todo esse processo de emissão do F1 é feito após sua aprovação na universidade, através do formulário I-20 (esse formulário é super importante e ele sempre é atualizado quando você sai e volta para os Estados Unidos, ou quando há qualquer atualização na sua situação no país). Após terminar a faculdade, o estudante tem direito a ficar mais três anos (para os cursos de STEM – Science, Technology, Engineering, and Mathematics) no país trabalhando na área, com o status do visto em OPT (Optional Practical Training). O OPT é uma extensão do visto de estudante para que o aluno possa ter experiência profissional aqui no país.

Agora que você já entendeu como funciona o processo do visto de estudante e o que acontece após você se formar aqui, vamos voltar: como trabalhar em uma empresa com o visto F1? Com o visto F1 você pode tanto trabalhar dentro da universidade durante o semestre, como Assistente de Professor (Teaching Assistant) ou Assistente de Pesquisa (Research Assistant). Esse trabalho “on-campus” (dentro da universidade) é a primeira opção para você trabalhar e ter uma ajuda de custo morando aqui. Ou você pode aplicar para o CPT – Curricular Practical Training, que é o assunto desse post (a contratação envolvida para fazer o estágio de verão).

O que é o CPT?

O CPT permite que você trabalhe como estagiário em uma empresa fora do universidade (eles chamam de “off-campus”). Se você é um graduate student (Mestrado ou Doutorado), você precisa estar matriculado em 9 créditos na faculdade (varia de uma faculdade para outra); para undergraduate students (Graduação – Bachelors), 12 horas de créditos na faculdade; para estar elegível a realizar o CPT. Além disso, para aplicar para o CPT você precisa necessariamente já ter a proposta de estágio formalizada pelo empregador. Lembrando que, caso você fique mais de 12 meses fazendo o CPT, ele irá contar como parte do seu OPT, ou seja, você terá menos tempo para ficar legal no país com o visto F1, através do OPT, depois de se formar.

Estágio Full-Time/Part-Time

Duas propostas podem ser possíveis: o CPT full-time, ou seja, estágio em tempo integral, o que permite que o estudante trabalhe, no máximo, 40 horas por semana; ou o CPT part-time, ou seja, meio período, em que o estudante pode trabalhar, no máximo, 20 horas por semana.

Recapitulando

Para não se confundir e entender bem o passo-a-passo, listo aqui o que você deve memorizar em relação às dicas que eu dei até agora:

  • Se preparar para as vagas
  • Aplicar para as vagas
  • Fazer entrevistas simuladas e treinar para entrevistas técnicas
  • Entrevistas (telefone, vídeo-conferencia, ou pessoalmente)
  • Receber a proposta!
  • Entrar em contato com o Departamento de Estudantes Internacionais e notifica-los que você possui um estágio pro verão
  • Emitir o seu SSN (Social Security Card – seu documento oficial nos Estados Unidos e que te permite trabalhar no país)
  • Enviar todos os documentos necessários para o Departamento de Estudantes Internacionais. Na minha faculdade o processo para preenchimento dos papéis e retorno do meu I-20 atualizado não durou mais do que 10 dias, por isso fique atento aos prazos da sua faculdade.

Mais informações sobre o CPT você pode encontrar clicando aqui. Eu segui esses procedimentos para solicitar o meu CPT (lembrando que isso varia de uma faculdade para outra – sempre converse com o seu DSO (ou Designated School Official) – a pessoa responsável por toda a sua documentação internacional e trâmites faculdade/governo).

Caso você tenha ficado com dúvida sobre qualquer parte do processo, sinta-se a vontade para me mandar um e-mail pela aba Contato ou deixar um comentário. Ficarei super feliz em ajudar!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

LEAVE A REPLY